O que fazer em Curitiba pós pandemia ou nas férias de julho

O que fazer em Curitiba pós pandemia ou nas férias de julho Dicas | Qualidade de vida | 30.06.2021

As férias de julho estão chegando, a vacinação contra o Covid-19 está a todo vapor e os planos para turistar já começaram! Se você mora na região de Curitiba ou pretende conhecer a capital paranaense neste período, selecionamos algumas dicas especiais sobre o que fazer por aqui pós-pandemia ou nas férias de julho. Confira o artigo completo e aproveite uma das cidades mais verdes do Brasil!

A capital paranaense recebe anualmente uma média de 3 a 4 milhões de turistas, de acordo com os dados do Instituto Municipal de Turismo. Com esses números em vista, a cidade está cada vez mais se preparando e inovando para receber os visitantes. Por isso, a capital também investe em estrutura, e hoje já está entre as melhores cidades para se viver.  

Segundo uma lista divulgada pela prefeitura da cidade, Curitiba tem 33 parques e bosques abertos e gratuitos para visitação. Esse espaço já totaliza 19,25 km², ou seja, 4,42% da área da cidade. Fora isso, a capital também abriga 25 museus com exposições dos mais variados tipos, desde a história do Paraná, dos egípcios ou dos automóveis. 

Com tantas opções, pode se tornar difícil escolher por onde começar! Então, confira abaixo o que fazer em Curitiba pós pandemia ou nas férias de julho com a família ou amigos neste período de descanso. 

1. Parque Tanguá

Seja em família, com crianças ou amigos, o Parque Tanguá é uma dica preciosa sobre o que fazer em Curitiba pós pandemia ou nas férias de julho. 

Se você não sabe nem por onde começar o seu turismo na capital paranaense, sem dúvidas, o Parque Tanguá é uma ótima escolha!

Quando pensamos em parques em Curitiba, o Parque Barigui é um dos primeiros que vêm em mente. Porém, apesar de não ser tão conhecido fora da cidade, o Parque Tanguá possui uma das vistas naturais mais belas da capital. 

Uma das principais curiosidades sobre esse parque é o processo de construção dele! Inaugurado em 1996 pelo prefeito Rafael Greca (atual prefeito da capital), o Parque Tanguá se encontra em meio a duas pedreiras que foram desativadas nos anos 70. Onde antes havia uma exploração de minérios, hoje se encontra muita beleza natural e uma estrutura para passeios tranquilos. 

Com mais de 235 mil metros quadrados, o espaço conta com duas áreas, uma baixa e uma alta. Na primeira, se encontra a bacia norte do Rio Barigui, dois lagos, um túnel e uma cachoeira artificial. Esse espaço ainda conta com um ancoradouro, ciclovia, pista de corrida, lanchonete e estacionamento. 

Já na área superior do parque, você encontra um lindo jardim e com uma história incrível. O Jardim Poty Lazzarotto foi inaugurado somente dois anos depois, em 1998, com o objetivo de homenagear um grande artista plástico curitibano. Napoleon Potyguara Lazzarotto nasceu em Curitiba no dia 29 de março de 1924, coincidentemente, no dia do aniversário da cidade. 

Neste jardim, os turistas têm acesso a dois grandes espelhos d’água, um mirante de 65 metros e duas torres. Uma combinação perfeita para assistir um dos melhores pores do sol da capital paranaense. 

Seja em família, com crianças ou amigos, o Parque Tanguá é uma dica preciosa sobre o que fazer em Curitiba pós pandemia ou nas férias de julho. 

Localização:
Rua Oswaldo Maciel, 97 – Pilarzinho
Tel.: (41) 3352-7607 / 3352-5404 (Guarda Municipal)

Horário:
Parque – das 6h às 22h*
Bistrô – diariamente das 8h às 21h 

2. Museu Oscar Niemeyer

Além do prédio chamativo e cheio de arte, o espaço do MON ainda conta com um imenso gramado aos fundos, perfeito para um piquenique em família ou passeio com os cães no ParCão.

Ao passar pelo bairro Centro Cívico, em Curitiba, vários turistas logo chamam a atenção para um grande prédio em formato de olho. Com uma arquitetura inexplicável e cheia de detalhes, o Museu Oscar Niemeyer se tornou um dos pontos turísticos mais famosos da capital paranaense. 

Seu formato curioso e chamativo lhe proporcionou um apelido carinhoso: Museu do Olho. Para encurtar o nome, muitas pessoas também chamam o espaço simplesmente de MON. O complexo possui dois prédios em uma área de quase 35 mil metros quadrados, que mistura muito bem a natureza com o urbano. O museu é um verdadeiro exemplo de arquitetura aliada à arte, e vamos te explicar o porquê. 

O projeto foi desenvolvido em 1967 por um dos maiores arquitetos do Brasil, Oscar Niemeyer. O profissional que já criou os prédios mais famosos de Brasília e Rio de Janeiro, também deixou sua marca em Curitiba. 

A princípio, o MON seria um Instituto de Educação. Porém, o projeto passou por adaptações e em 2002, a capital paranaense inaugurou o Novo Museu. Um ano depois, foi construída a parte anexa ao espaço, e assim, o prédio inaugurado mais uma vez. Neste momento, já com o nome permanente, Museu Oscar Niemeyer. 

Desde 2003, o MON recebe turistas de todo o Brasil e do mundo, que além de apreciarem as exposições de artes visuais e arquitetura, também são curiosos para explorar um dos únicos prédios em formato de olho no mundo. 

Entre tantas exposições que já passaram pelo Museu Oscar Niemeyer nos últimos anos, alguns nomes permanecem por lá e se destacam: Andy Warhol, Tarsila do Amaral, Candido Portinari, Tomi Ohtake, além de, claro, o próprio Oscar Niemeyer. Uma curiosidade é que desde 2015, o MON abriga as peças de arte apreendidas pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, deflagrada em 2014 na capital paranaense. Em 2021, o acervo cresceu. 

Além do prédio chamativo e cheio de arte, o espaço do MON ainda conta com um imenso gramado aos fundos, perfeito para um piquenique em família ou passeio com os cães no ParCão. A loja de souvenirs e lembranças curitibanas também é uma ótima escolha para visita, pois conta com peças contemporâneas e muito criativas. 

O custo para entrada no Museu Oscar Niemeyer é de R$20. Porém, todas as quartas-feiras, o acesso ao MON é gratuito, com o objetivo de estimular a cultura na capital. 

Localização:
R. Mal. Hermes, 999 – Centro Cívico
Tel.: (41) 3350-4400

Horário:
Terça a domingo – das 10h às 18h*
Segunda-feira – fechado

3. Jardim Botânico 

Com três abóbadas do estilo Art Nouveau, a estrutura de ferro e vidro foi totalmente inspirada no Palácio de Cristal de Londres, do século XIX.

Quando falamos de Curitiba para um morador de outra cidade ou outro país, muitas pessoas reconhecem a capital por um parque específico: o Jardim Botânico! A estufa de vidro, as flores e o cuidado com o espaço chamam a atenção em todo o Brasil.

Inaugurado em 1991, o Jardim Botânico homenageia a urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense. No espaço, os turistas encontram um lindo jardim, no estilo francês, que sempre está florido, levando mais cor para os dias frios de Curitiba. Em meio a ele, está a tão famosa estufa. 

Com três abóbadas do estilo Art Nouveau, a estrutura de ferro e vidro foi totalmente inspirada no Palácio de Cristal de Londres, do século XIX. Para preservar a quantidade de espécies que abriga, a estufa é totalmente climatizada e pode ser visitada pelos turistas. Do segundo andar é possível ter uma vista privilegiada deste parque tão cheio de elementos europeus. 

No Jardim Botânico, além de conhecer espécies da Floresta Atlântica como Caraguatá, Caetê e Palmito, os turistas também podem explorar o Jardim das Sensações. Em uma trilha de 200 metros de extensão, os visitantes percorrem de olhos vendados, com o objetivo de conhecer os sentidos das plantas e das paisagens naturais. 

Lá é possível tocar as plantas com as mãos, sentir o chão com os pés descalços, ouvir a voz do vento e das cascatas e, claro, sentir o perfume de tantas flores presentes no local. Uma ótima atração para crianças e adultos lembrarem dos pequenos detalhes e da beleza da vida. 

Localização:
Rua Eng°. Ostoja Roguski, 690 – Jardim Botânico
Tel: (41) 3264-6994 (Administração) / 3362-1800 (Museu) / (41) 3264-7365 (Exposição/Agendamento Jardim das Sensações)

Horário:
Parque – diariamente das 06h às 18h*

*Durante a pandemia do Covid-19, todos os horários de parques, bosques e museus de Curitiba podem sofrer alterações. Confira a situação atual neste site

Não esqueça de consultar a previsão do tempo!

Curitiba é conhecida nacionalmente pelo seu clima atípico. Os moradores da cidade já estão acostumados a utilizar várias camadas de blusas pela manhã e apenas uma camiseta à tarde, por exemplo. 

Por isso, é importante que você consulte a previsão do tempo antes de conhecer Curitiba. Verifique se nos dias que irá turistar por aqui irá chover, fazer sol, frio ou calor. Venha preparado e aproveite ao máximo as belezas da capital paranaense. 

Dica: se possível, leve sempre um guarda-chuva na bolsa! 

Se apaixone por Curitiba diariamente 

Visitou Curitiba e se apaixonou pela cidade? Não temos dúvidas de que a capital paranaense é um excelente local para morar e construir uma vida incrível. Com uma das melhores estruturas de urbanismo, segurança, saúde e educação, a cidade foi eleita recentemente como uma das 21 comunidades mais inteligentes do mundo, segundo o Intelligent Community Forum (ICF)

Se você está pensando em se mudar para Curitiba ou trocar de bairro, aqui na CGL Construtora nós planejamos e lançamos empreendimentos focados em uma rotina de qualidade para as famílias. 

O House Parise é um grande exemplo disso! Este nosso lançamento já está em fase de construção e, muito mais do que tirar um projeto do papel, temos o objetivo de construir um lar para os curitibanos. Com arquitetura moderna e acabamentos de altíssimo padrão, nossa localização é inspirada na capital verde e está rodeada de natureza. Conheça os detalhes desse empreendimento e agende uma visita

Ainda em dúvida de o que fazer em Curitiba? Confira os 3 roteiros de um dia em Curitiba, com parques e restaurantes! Acesse aqui e aproveite! 


posts relacionados

Melhores Capitais - CGL

As melhores capitais do Brasil para se viver Qualidade de vida | 13.09.2018

Viver em uma capital traz vantagens que são simplesmente incomparáveis. Mais recursos, comércios, infraestrutura, opções de lazer, entr...
[TheChamp-FB-Comments url="https://blog.cgl.com.br/o-que-fazer-em-curitiba-pos-pandemia-ou-ferias/"]